Um vídeo gravado na porta do Hospital e Pronto-socorro João Lúcio, que mostra um policial militar gritando e agredindo um homem que questiona o atendimento do pai, que está internado na unidade de saúde pública.

A gravação repercutiu nas redes sociais e indignou internautas que assistiram o homem ser cercado por cinco policiais e um deles gritar e questionar se ele tem permissão para entrar no hospital. Ao que o filho do paciente responde que queria saber o estado de saúde do pai dele e chega a pedir para o homem se acalmar.

“Meu pai está morrendo lá dentro. Eu levei meu pai em uma cadeira de rodas. Eu não vou deixar meu pai morrer lá dentro”, diz o homem.

O PM reage batendo no peito do homem e o empurrando duas vezes. “Ninguém te autorizou a entrar. Tu não pode entrar”, continua dizendo o policial.  Algumas pessoas até tenta interferir a amenizar a situação afastando-os.

Entramos em contato com a Diretoria de Comunicação da PM e Assessoria de Imprensa as SSP e recebemos a seguinte resposta:

A Corregedoria Geral está acompanhando o caso. A Polícia Militar informa que tomou conhecimento do vídeo e que todas as circunstâncias relacionadas ao fato em questão serão devidamente apuradas.

 

 

Atualizado às 11h14 para inclusão de nota à imprensa

 

Confira: